digitação utilizada para inclusão no site:
08/02/2011

Reunião do IHP:
13/03/1981

Discursos - Re-instalado o Instituto Histórico de Petrópolis – 13 de março de 1981

Ruth Judice

O Instituto Histórico que vinha funcionando no arquivo do Museu imperial acaba de mudar-se para a casa de Cláudio de Souza, na Praça Rui Barbosa, instalando lá sua sede própria. Certo que a sede ainda não é própria, que a casa foi cedida pelo Museu Imperial, mas, já é o primeiro passo de autonomia que tentamos dar.

A primeira sessão no novo endereço não será tão solene quanto a da inauguração em 2 de dezembro de 1938, quando: “A primeira directoria effetiva, sócios, intellectuaes e pessoas gradas após a solenidade” aparecem numa foto antiga da “Pequena Illustração”.

Sem receita própria ainda, pouco podemos fazer. Nossas finalidades estão voltadas para criar receita. A partir daí as realizações virão.

Temos a consciência que somos a Memória de Petrópolis. Nossa pretensão é pois cadastrar essa Memória, não só para consultas presentes, como pra que fiquem guardadas para o futuro.

Instalado o Instituto Histórico de Petrópolis – 11-12-1938

A data de 2 de Dezembro comemorativa do nascimento do grande monarca que por meio século presidiu os destinos de seu país, foi celebrada com a instalação do Instituto Histórico de Petrópolis, criado sob os auspícios do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro.

Presidiu os trabalhos o prefeito Dr. Cardoso de Miranda, que empossou a primeira diretoria eleita para o biênio 1939-1940 e assim organizada: presidente. Dr. Henrique Leão Teixeira; vice, Dr. Paulo Rudge; orador, Dr. Pedro Calmon; 1º secretário, Dr. Alcindo Sodré; 2º, Sr. Antonio Machado; tesoureiro, Sr. Gabriel Fróes; e bibliotecário, Sr. Walter Bretz. Comissão de Contas: Sr. Magalhães Bastos, Professora Germana Gouvêa e Dr. Paulino de Souza. Comissão de História: Dr. Wanderley de Pinho, Dr. Aristides Werneck e Dr. Rangel Pestana. Comissão de Estatutos e Admissão de Sócios: Drs. Ascânio Pimentel, Cláudio Ganns e Américo Lacombe.

Ao dar início à sessão o Dr. Leão Teixeira prestou homenagens póstumas aos Drs. Francisco Figueira de Mello e Crissiuma Filho, recentemente falecidos, ambos ex-prefeitos do município, com seus nomes ligados às celebrações do momento. Falou depois sobre a fundação do Instituto e seus fins, lendo a seguir, bela página de sua autoria, sobre o repatriamento dos despojos dos monarcas que Petrópolis recebeu genuflexa. Apresentou depois o Dr. Pedro Calmon, que prendeu a atenção da assistência enlevada com a palavra do ilustre acadêmico que traçou magistralmente o perfil espiritual de D. Pedro II, o rei magnânimo que soube exercer a clemência e tornou-se um sábio.

Os aplausos prolongados refletiram quão acertada fora a escolha do orador, do que dizer do presidente, que encerrou a reunião com referências elogiosas aos Drs. Yeddo Fiúza e Cardoso de Miranda, a cujas administrações a novel agremiação deve a sua criação para honra e glória dos saudosos imperantes que na terra que tanto amaram descansam em paz.

Os Srs. Alcindo Sodré, Paulo Rudge e Walter Bretz, depositaram no pedestal da estátua de Pedro II, lindo ramo de flores.

Foram distribuídos pelos sócios do Instituto exemplares encadernados do primeiro volume sobre os trabalhos da Comissão do Centenário de Petrópolis.

topo da página

índice de trabalhos

índice de autores