Brasão da Academia de História Militar Terrestre do Brasil onde aparece invicta espada de campanha do Duque de Caxias, pioneiro do estudo crítico de nossa História Militar, ao realizar estudo crítico da Batalha do Passo do Rosário a pedido do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro de que era membro honorário e como pioneiro do desenvolvimento de uma Doutrina Militar Terrestre do Brasil, genuína, em 1861, como Ministro da Guerra e Presidente do Conselho de Ministros. (Desenho realizado pelo falecido acadêmico Coronel Geraldo Levasseur França, segundo nossa concepção e sugestões do falecido acadêmico General Plínio Pitaluga)