Generic selectors
Extato
Buscar no Título
Buscar no Texto
Buscar em Posts
Buscar em Paginas







MENSAGENS – 2004 19/09

(19/09/2004) Excelentíssimo Senhor Dr. Rubens França Bomtempo D. D. Prefeito Municipal de Petrópolis O Instituto Histórico de Petrópolis vê com grande preocupação o Arquivo Público e a Biblioteca do Município. O inestimável tesouro, que compõe o maior e mais rico arquivo público existente no interior fluminense, representativo de toda a vida petropolitana, carece de melhor técnica, de esmerada conservação e de constante atualização. Ressalte-se que um Arquivo Público é tão essencial ao munícipe como qualquer outro setor da Administração, senão o mais expressivo, em razão de conter a documentação de toda a vida da população, das instituições, da política, enfim, constituindo-se no repositório documental de todo o processo evolutivo municipal. O Arquivo Municipal de Petrópolis encontra-se no prédio do Centro de Cultura Raul de Leoni em dependências da Biblioteca. Está mal instalado em salas inadequadas e próximas a um morro, sofrendo com a umidade reinante. Além disso, não oferece condições ideais aos consulentes. Ademais, a manutenção do acervo não tem recebido a necessária atenção, faltando a modernização essencial para que seja mantido e preservado para as gerações futuras. Por fim, tem faltado a compreensão vigilante da Autoridade Pública quanto à sua visceral importância. Louvem-se, particularmente, os nossos administradores, tanto os da fase executiva pela Câmara Municipal, quanto aqueles da Prefeitura Municipal desde que se instalou no Palácio Hermogênio Silva, em guardarem a documentação, evitando destruí-la. Após o Decreto nº 198, de 7 de janeiro de 1977 de criação do Arquivo Municipal, o acervo já deveria ter um espaço adequado e o tratamento que merece, o que não ocorreu : acabou transformado em apêndice da Biblioteca Municipal. Em verdade, um Arquivo Público é tão valioso quanto uma Biblioteca. Esta contém muitos e muitos volumes – e a nossa é riquíssima. Um Arquivo, porém, é composto de peças únicas, individuais, apresentando-se como setor primordial e insubstituível da pesquisa primária, documental, geradora dos volumes de teses que constituem mais tarde as bibliotecas. Eis que um Arquivo Público é primordial, alicerce para a prática diária da administração e fonte primária para a pesquisa histórica e a existência das bibliotecas. Ressalte-se que a situação do Arquivo Municipal estaria muito pior se não fosse a dedicação de funcionários municipais que a ela emprestam seu sacrifício e competência, embora sem respaldo técnico algum. Urge, portanto, obedecendo a legislação em vigor, a redenção de nosso Arquivo Municipal e de nossa Biblioteca. Em primeiro lugar deve-se tratar da utilização […] Read More

MENSAGENS – 2004 22/08

22/08/2004 O Instituto Histórico de Petrópolis está em plena atividade, reunindo-se uma vez em cada mês, com bom prestígio dos associados e da sociedade cultural petropolitana. Na Assembléia Geral Ordinária referente ao ano em curso, 2004, o plenário aprovou o Relatório e as contas da Diretoria referentes ao ano findo de 2003 e elegeu novo sócio para ocupar a cadeira nº 21, patronímica do historiador Gustavo Ernesto Bauer, o Dr. Túlio Xavier de Brito Baptista Teixeira. Através de uma comissão especial, o Instituto formulou um documento para ser encaminhado ao Sr.Prefeito Municipal registrando a preocupação nossa e da sociedade sobre o estado do Arquivo e da Biblioteca de nosso Município, solicitando uma política correta, eficiente e imediata para dignificar a preservação e uso de um acervo que é dos mais preciosos e indispensáveis para a Cultura Histórica Municipal e de nosso Estado do Rio de Janeiro. Ainda não se conseguiu o encaminhamento do documento em virtude da agenda política eleitoral do Sr. Prefeito Municipal, porém, antecipando para nossos sócios e para todos os que nos acompanham e se interessam pela preservação documental, iremos registrar neste site o documento completo. Continuamos a divulgação de trabalhos históricos produzidos por nossos sócios e convidados, ampliando o acervo do site, que vem sendo muito consultado e com copiosa correspondência de interessados. Em campo específico encontra-se a programação para o restante do ano de 2004. CALENDÁRIO : 2º semestre de 2004 Ultrapassada a primeira metade do ano de 2004 – sob um retrospecto muito positivo, o Instituto Histórico de Petrópolis, apresentou, em agosto, a magnífica palestra do maestro Carlos Eduardo Fecher sobre a vida e obra do maestro César Guerra Peixe, que no ano de 2004 completaria 90 anos de existência. No próximo dia 26, o General Luiz Gonzaga Schroeder Lessa proferirá palestra sobre “A Amazônia Brasileira, Riscos em Potencial”, no Teatro Santa Cecilia. Em setembro (dia 13) apresentar-se-á o sócio Dr. Eduardo Henrique de Castro, com tema a ser proposto; em outubro o sócio Dr. Júlio Ambrósio apreciará “A Estante Geográfica Petropolitana – Rascunho Crítico” (dia 11) e a sócia e vice-presidente Profª Áurea Maria de Freitas Carvalho falará sobre a industrialização petropolitana, em comemoração ao centenário da Fábrica de Tecidos Werner (dia 25); em novembro o Coronel Comandante do 32º Batalhão de Infantaria Motorizado, Luís Fernando Hilgenberg homenageará a Bandeira Nacional em seu mês comemorativo com a palestra “Os Símbolos Nacionais” (dia 08); […] Read More

MENSAGENS – 2004 27/06

27/06/2004 O Instituto Histórico de Petrópolis, no ano de 2004, está empenhado no resgate e dignificação do Arquivo Público e da Biblioteca Municipal, com a elaboração de um documento ao Sr. Prefeito Municipal, fruto de decisão da Assembléia Geral e formalizado por comissão delegada pela Diretoria, composta dos sócios Joaquim Eloy Duarte dos Santos, Arthur Leonardo de Sá Earp, Julio Ambrozio, Paulo Roberto Martins de Oliveira, Aurea Maria de Freitas Carvalho e Maria de Fátima Moraes Argon. O documento, firmado pela Diretoria, está em fase de encaminhamento ao Sr. Prefeito, na dependência de audiência especial a ser marcada pelo Gabinete. Joaquim Eloy Duarte dos Santos Presidente

MENSAGENS – 2004 20/04

20/04/2004 O Instituto, no ano corrente de 2004, tem programação variada e de qualidade, toda direcionada para o estudo e a pesquisa da História de Petrópolis e Fluminense. No mês de janeiro o sócio Joaquim Eloy Duarte dos Santos apresentou palestra sobre “As Sociedades Beneficentes de Petrópolis”; em fevereiro o sócio Ivo de Albuquerque discorreu sobre o tema “Participação Brasileira na Conquista do Prêmio Nobel da Paz em 1988″; em março o sócio Carlos de Oliveira Fróes fez palestra alusiva ao aniversario de Petrópolis, à luz de documentação inédita; em abril reuniu-se a Assembléia Geral Ordinária para aprovação do Relatório e Contas do ano de 2003, estando ainda aberta para solução de pendências surgidas no decorrer das discussões. Em maio a arquivologista e bibliotecária Marisa da Silva Gomes, responsável pela “Sala Petrópolis”, da Biblioteca Municipal de Petrópolis, realizará palestra sobre o Arquivo Público Municipal, ao tempo em que será agraciada com o Diploma de Mérito de nosso Instituto, pelos assinalados serviços que presta aos consulentes e pesquisadores, de forma além do exigido a funcionário público. Para os meses de junho, julho e agosto estão inscritos para palestras os sócios Francisco de Vasconcellos, Manoel de Souza Lordeiro e o maestro Carlos Eduardo Fecher. No mês de maio o Instituto participará das homenagens que a sociedade cultural petropolitana prestará ao decano dos médicos Dr. Jorge Ferreira Machado, na passagem de seus 90 anos de existência. No decorrer do ano está prevista a comemoração do sesquicentanário da inauguração da 1ª ferrovia do Brasil, já tendo nosso sócio Manoel de Souza Lordeiro criado uma logomarca especial para as comemorações. Será prestada homenagem à Fábrica de Tecidos Werner, completando em 2004 cem anos de existência e em atividade, constituindo-se na última indústria têxtil de Petrópolis, egressa da fase áurea da atividade no Município. Cumpre, destarte, o IHP com sua finalidade, vindo colaborando com o Poder Público na discussão dos temas sobre a Patrimônio Histórico, Artístico e Ambiental da Região, participando de inúmeras comissões e conselhos, além da publicação de trabalhos de pesquisa de nossos sócios na imprensa petropolitana. Joaquim Eloy Duarte dos Santos Presidente

MENSAGENS – 2004 30/03

30/03/2004 No ensejo da passagem dos 161 anos da Fundação de Petrópolis – 16 de março de 2004 – reitera o Instituto Histórico de Petrópolis, o seu propósito e missão de prosseguir na pesquisa e estudo de nossa História, sempre com a participação do corpo social. Nesse ano de 2004, especialmente, comemorará o Instituto, com o municíio de Petrópolis, o bi-centenário do nascimento de Júlio Frederico Köeler, já estando adiantada a formulação do calendário, com a participação da Associação Petropolitana de Engenheiros e Arquitetos e a Igreja Luterana de Petrópolis. Outro grande momento histórico para ser comemorado é o sesquicentenário da inauguração da primeira estrada de ferro do Brasil, realização do Barão de Mauá com integral cobertura e apoio do Governo Imperial, à frente D. Pedro II. O Instituto está em correspondência com a Prefeitura Municipal de Magé para integrar-se às comemorações que aquele Município está preparando. Esse o papel do nosso Instituto, vigilante e atento a todas as datas significativas para Petrópolis e a História Fluminense. Joaquim Eloy Duarte dos Santos Presidente