DISCURSO DE POSSE DO ASSOCIADO TITULAR JOSÉ AFONSO BARENCO DE GUEDES VAZ José Afonso Barenco de Guedes Vaz, Associado Titular, Cadeira n.º  11 – Patrono Henrique Carneiro Teixeira Leão Filho Sra. Presidente do Instituto Histórico de Petrópolis, Maria de Fátima Moraes Argon; Membros da Diretoria e Associados presentes. Minhas senhoras, meus senhores. Ao iniciar estas singelas palavras, não poderia deixar de agradecer, sensibilizado, ao caro amigo e acadêmico Fernando Costa pelas imerecidas considerações que fez pronunciar a meu respeito partidas, sem dúvida, do grande coração que lhe bate no peito. Saiba, pois, que este modesto orador irá guardar para sempre tais palavras, permitindo-me recordar o poeta quando escreveu: “Quando sincera, a amizade: à medida que envelhece, é inconteste verdade: cada vez, mais ela cresce.” Também, desejo deixar aqui consignado o meu preito de gratidão aos ilustres associados Fernando Costa, Paulo César dos Santos e Luiz Carlos Gomes, pelo magnânimo gesto que tiveram para com minha pessoa, por ocasião da indicação do meu nome para ocupar a cadeira vaga em decorrência do falecimento do insígne petropolitano Décio José Kronemberger, figura que deixou marcado, de modo indelével, seu nome junto a esta Casa, justamente pela forma como sempre se conduziu, prestigiando o Instituto, valendo-se de sua inteligência e sensibilidade, sem falar, certamente, nas amizades que fez conquistar junto a seus companheiros do Instituto. E, exatamente, por vir a substituir tão importante figura, profundo conhecedor dos altos objetivos propugnados por esse Instituto, sinto pesar sobre meus ombros extrema responsabilidade convicto, entretanto, de que o nome e bem assim o conceito de Décio José Kronemberger nunca serão esquecidos e continuarão a brilhar como estrela de primeira grandeza perante aqueles que com ele compartilharam, na certeza, ensejos de extrema união e amizade, especialmente distinguindo-o com a mais cordial consideração e respeito, face sua cultura e em razão de atitudes que sempre fez adotar, sublimando o nome desta cidade perante o concerto de tantas outras do nosso grandioso país. Orgulhava-se de Petrópolis, foi um estudioso e pesquisador acerca dos fatos ocorridos no passado e quiçá aproveitando-se de oportunidades prazerosas com a finalidade de trazê-las à luz desta Casa, frequentando-a quando possível. A propósito do meu predecessor ainda irei detalhar fatos, momentos, atuações, homenagens e tudo o mais que pude pesquisar sobre tão marcante pessoa, aliás, aproveitando o ensejo para agradecer a sua família que muito fez colaborar com este orador, a qual penhoradamente agradeço. Não poderia também […] Read More