Generic selectors
Extato
Buscar no Título
Buscar no Texto
Buscar em Posts
Buscar em Paginas







Histórico

DIRETORIAS DO IHP – PRESIDENTE E VICE-PRESIDENTE

1938 A primeira directoria, eleita nesta data, e composta dos socios Henrique Carneiro Leão Teixeira Filho, Walter João Bretz, Paulo de Mattos Rudge e Alcindo Sodré, terá caracter provisorio e encaminhará os interesses do Instituto até o proximo 2 de Dezembro de 1938, quando se deverá proceder á eleição normal, na fórma destes Estatutos. (Acta de fundação do Instituto Historico de Petropolis, por iniciativa da Commissão do Centenario e sob os auspícios do Instituto Historico e Geographico Brasileiro.) Biênio Presidente e Vice-Presidente 1 1939 – 1940 Henrique Carneiro Leão Teixeira Filho Paulo de Mattos Rudge 2 1941 – 1942 Henrique Carneiro Leão Teixeira Filho Paulo de Mattos Rudge 3 1943 – 1944 Henrique Carneiro Leão Teixeira Filho Paulo de Mattos Rudge 4 1945 – 1946 Henrique Carneiro Leão Teixeira Filho Ascânio Dá Mesquita Pimentel 5 1947 – 1948 Mário Aloizio Cardoso de Miranda Ascânio Dá Mesquita Pimentel 6 1949 – 1950 Mário Aloizio Cardoso de Miranda Ascânio Dá Mesquita Pimentel 7 1951 – 1952 Alcindo de Azevedo Sodré Henrique Carneiro Leão Teixeira Filho 8 1953 – 1954 Ascânio Dá Mesquita Pimentel Henrique Carneiro Leão Teixeira Filho 9 1955 – 1956 Ascânio Dá Mesquita Pimentel Henrique Carneiro Leão Teixeira Filho 10 1957 – 1958 Ascânio Dá Mesquita Pimentel Henrique Carneiro Leão Teixeira Filho 11 1959 – 1960 Henrique Carneiro Leão Teixeira Filho Francisco Marques dos Santos 12 1961 – 1962 Lourenço Luiz Lacombe Jorge Ferreira Machado 13 1963 – 1964 Lourenço Luiz Lacombe Jorge Ferreira Machado 14 1965 – 1966 Lourenço Luiz Lacombe Murilo Cabral Silva 15 1967-1968 Paulo Machado da Costa e Silva Murilo Cabral Silva 16 1969 – 1970 Paulo Machado da Costa e Silva Sergio Ferreira de Cunha 17 1971 – 1972 Paulo Machado da Costa e Silva Sergio Ferreira de Cunha 18 1973 – 1974 Paulo Machado da Costa e Silva Guilherme Pedro Eppingghaus 19 1975 – 1976 Paulo Machado da Costa e Silva Guilherme Pedro Eppingghaus 20 1977 – 1978 Jorge Coelho Bouças Emmanuel Cresta De Morais 21 1979 – 1980 Jorge Coelho Bouças Emmanuel Cresta De Morais 22 1981 – 1982 Ruth Boucault Judice Guilherme Pedro Eppingghaus 23 1983 – 1984 Ruth Boucault Judice Claudionor de Souza Adão 24 1985 – 1986 Ruth Boucault Judice Paulo Machado da Costa e Silva 25 1987 – 1988 Claudionor de Souza Adão Francisco José Ribeiro de Vasconcellos 26 1989 – 1990 Claudionor de Souza Adão Francisco José Ribeiro […] Read More

1 – ATA DA COMISSÃO DO CENTENÁRIO. DECISÃO DE CRIAÇÃO DO INSTITUTO

Acta da 23ª reunião, ordinaria, da Commissão do Centenario, realizada a 24 de Setembro de 1938 Aos vinte e quatro dias do mez de Setembro de 1938, ás 16 horas, no salão nobre da Municipalidade, reuniram-se os srs. Mario Aloysio Cardoso de Miranda, Henrique Carneiro Leão Teixeira Filho, Americo Jacobina Lacombe, Arthur Alves Barbosa, Nereu Rangel Pestana, Paulo Rudge, Alcindo Sodré, Ascanio Dá Mesquita Pimentel, Walter João Bretz e Paula Buarque. Lido o projecto de Estatutos do Instituto Historico de Petrópolis artigo por artigo, debatido, emendado, reduzido e acrescido o mesmo projecto por todos os presentes, foi o mesmo approvado. Constituida uma commissão para em caracter provisorio dirigir o Instituto até sua installação solenne em 2 de Dezembro de 1938, recahiu a escolha em Leão Teixeira, Walter Bretz e Paulo Rudge, servindo de secretario Alcindo Sodré. Ficou deliberado que em livro especial fosse lavrada a acta de fundação do Instituto que conjunctamente com esta será tambem assignada pelos presentes, devendo na mesma figurar não só os Estatutos approvados como a eleição dos novos membros fundadores e a lista de patronos approvada pela Commissão. Por fim, o dr. Jacobina Lacombe mostrou exemplares de papos de tucano e gallos da serra que se achavam sob a guarda do Mordomo Paulo Barbosa, para substituirem eventuaes falhas do manto imperial de D. Pedro II, e com esses exemplares Jacobina Lacombe procurou esclarecer a controversia historica sobre a constituição do referido manto, lendo trechos de Mello Leitão e Tobias Monteiro. Esses exemplares foram a seguir, offerecidos ao Museu Historico de Petrópolis. Relativamente ao Instituto Historico ficou resolvido tambem que o Secretario Geral dirigisse officio a todos os membros da Commissão, com copia dos Estatutos, consultando-os, até 15 de Outubro proximo sobre si acceitavam fazer parte do mesmo. E nada mais havendo a tratar, eu Secretario Geral a escrevi e subscrevo. Alcindo Sodré. Cardoso de Miranda Germana Gouvêa Gabriel Kopke Fróes Paulo Rudge Walter J. Bretz H C Leão Teixeira Filho A. de Paula Buarque João Duarte Silveira Americo Lacombe

HISTÓRICO (1938-1997)

As origens do Instituto Histórico de Petrópolis podem ser encontradas na Comissão encarregada de promover as comemorações do Centenário de Petrópolis, já que foi numa das reuniões desta Comissão, realizada em 10 de setembro de 1938, que foi sugerida a criação de um Instituto de estudos históricos que levaria o nome de Pedro II. Em outra reunião da referida Comissão, realizada no Salão Nobre da Câmara Municipal, foi lido, discutido e aprovado o projeto de Estatuto do Instituto, já então denominado INSTITUTO HISTÓRICO DE PETRÓPOLIS. Na oportunidade, foi eleita uma diretoria provisória constituída por Henrique Carneiro Leão Teixeira Filho, Walter João Bretz e Paulo de Matos Rudge, secretariada por Alcindo Sodré. Para instalação do Instituto, foi escolhida a data de 2 de dezembro, muito cara aos brasileiros, por ser a do nascimento, em 1825, de sua Majestade o Imperador D. Pedro II, ” o rei magnânimo que soube exercer a clemência e tornou-se um sábio”¹. Tendo como presidentes de honra o Príncipe D. Pedro de Orleans e Bragança, o Dr. Manoel Cicero Peregrino da Silva e os prefeitos Dr. Mário Aloísio Cardoso de Miranda e o Dr. Yeddo Fiuza, compunha-se o Instituto de figuras de grande renome, conforme enfatizou a Tribuna de Petrópolis de 2 de dezembro de 1938. Referindo-se ao importante evento, assim se pronunciou o citado órgão de imprensa: “Formando a egrégia instituição, que inicia seus trabalhos sob os mais promissores auspícios, contam-se nomes dos mais destacados e prestigiosos do nosso país, aliados a elementos locais, propriamente ditos, identificados nos alteados propósitos de tudo envidarem pela Pátria comum e pela nossa adorada cidade, em particular”². Na histórica sessão de instalação solene do Instituto, fizeram uso da palavra o Dr. Henrique Carneiro Leão Teixeira Filho e o Dr. Pedro Calmon. O primeiro discorreu sobre o histórico da fundação da nova instituição e o segundo dissertou sobre a Personalidade do Imperador D. Pedro II. Presidiu a referida sessão o Dr. Mário Aloísio Cardoso de Miranda, a quem coube dar posse à 1ª Diretoria, eleita para o biênio 1939 / 1940, que ficou assim constituída: Presidente, Dr. Henrique Carneiro Leão Teixeira Filho; Vice-Presidente, Dr. Paulo de Matos Rudge; 1º Secretário, Dr. Alcindo Sodré: 2º Secretário, Antônio Machado; Tesoureiro, Gabriel Kopke Fróes e Bibliotecário, Walter Bretz. Comissão de contas: Magalhães Bastos, Germana Gouveia e Paulino de Souza. Comissão de História: Dr. Wanderley de Pinho, Dr. Aristides Werneck e Dr. Rangel Pestana. Comissão […] Read More

CRIAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO SITE

A Assembléia Geral, realizada em 10 de abril de 2000, na administração do Presidente Jeronymo Ferreira Alves Netto, resolveu implantar o site do Instituto. Foi solicitado o registro na FAPESP do domínio www.ihp.org.br e obteve-se de NetPoint Informática Ltda a oferta de hospedagem. A 19/04/2000 foi apresentado o projeto de elaboração do site aos responsáveis de Dataplace-Datagraph, para a parte institucional, e de SerraPlan Informática, para a parte de pesquisa e de interação com banco de dados. A 25/04/2000 foi oficialmente criado o domínio www.ihp.org.br na FAPESP. Por força de custos, decidiu-se dividir a implantação do site em duas etapas, de início tratando-se da parte institucional e posteriormente dos instrumentos de pesquisa. A 17/05/2000 foi aprovado o orçamento de Dataplace-Datagraph. A 21/05/2000 começaram as experiências já com o esboço do site na rede, em acesso privado. A 10/07/2000 o abastecimento e a atualização das páginas, ainda experimentais, passaram a ser feitos diretamente pela coordenação do site em conjunto com Dataplace-Datagraph. A 16/07/2000 as experiências já estavam sendo feitas com 20 itens na página de Trabalhos. A 30/07/2000 foi colocado à disposição do Presidente o acesso ao site para exame do esboço completo da etapa inicial elaborada, ainda com páginas experimentais e 34 itens na página de Trabalhos. A 31/07/2000 providenciou-se a passagem do site para o acesso público, em seu endereço oficial. A 03/08/2000 foi ativado o contador de visitas por TheCounter. Em julho de 2001 foi desativado o contador de visitas por TheCounter, dadas as alterações feitas pelos responsáveis por tal entidade, que impunham alteração do esquema da página de abertura do site e em novo programa criavam custos para o IHP. Durante o tempo de funcionamento do controle apurou-se ocorrer a média de quatro visitas diárias ao site, tendo-se encerrado o contador com mais de mil e seiscentas visitas, ainda não completado o primeiro ano do aparecimento do IHP na Internet. Os estudos para a efetivação da segunda etapa do site, referente à criação dos instrumentos de busca, se desenvolveram durante o segundo semestre de 2001. Em novembro foram concluídas as tratativas com SerraPlan Informática e iniciaram-se os trabalhos técnicos que iriam possibilitar, dentro de cerca de um mês, o acesso público à pesquisa avançada em todas as páginas do site. Depois de testes internos realizados durante dezembro seguinte, a 09/01/2002 foi colocado no ar o instrumento de pesquisa para a ampliação das experiências. Os resultados do funcionamento […] Read More

3 – ATA DE INSTALAÇAO

Acta da sessão solenne de installação do Instituto Historico de Petropolis e posse da primeira directoria effectiva, realizada a 2 de Dezembro de 1938, no salão nobre da Municipalidade. (Assembléa Geral Ordinaria, de accordo com os art.os 36 e 41 dos Estatutos). Lista de assignaturas dos sócios presentes: 2/12/938 H C Leão Teixeira Filho Wanderley Pinho Americo Jacobina Lacombe Alcindo de Azevedo Sodré Pedro Calmon Claudio Ganns João Duarte Silveira Cardoso de Miranda (indecifrado; talvez José de Morais Rates) Germana Gouvêa Decio José de Carvalho Werneck Paulo de Mattos Rudge Gabriel Kopke Fróes Walter J. Bretz Paulino José Soares de Souza Neto Carlos Magalhães Bastos H. Canabarro Reichardt A. de Paula Buarque Rodrigo Octavio Filho Leopoldo Feijó Bittencourt Assumindo a presidencia o sr. dr. Mario Aloysio Cardoso de Miranda, Prefeito Municipal e presidente de honra do Instituto, ás 16 1/2 horas, declarou que na fórma determinada pelo artigo 36 dos Estatutos combinado com o artigo 41 ia-se proceder á eleição da directoria e commissões permanentes para o biennio 1939-40. Realizado o escrutinio e apurados os votos pela mesa da qual fizeram parte os membros da directoria provisoria, verificou-se o seguinte resultado: Presidente, Henrique Carneiro Leão Teixeira Filho; vice-presidente, Paulo de Mattos Rudge; orador, Pedro Calmon; 1º e 2º secretarios Alcindo Sodré e Antonio Machado; thesoureiro Gabriel Fróes, e bibliothecario, Walter João Bretz. Commissão de Historia, José Wanderley de Pinho, Aristides Werneck, Nereu Rangel Pestana; Commissão de Contas, Carlos Magalhães Bastos, Germana Gouvêa e Paulino Soares de Souza Neto; Commissão de Estatutos e Admissão de socios, Claudio Ganns, Americo Lacombe e Ascanio Pimentel. Proclamado o resultado, foram os novos directores e membros das commissões empossados. Assumindo a presidencia, o sr. Leão Teixeira Filho depois de agradecer em nome de seus companheiros a investidura conferida, fez um historico da fundação do Instituto, discorrendo sobre as suas finalidades e a seguir leu um antigo trabalho de sua autoria acerca da chegada dos restos mortaes dos Imperadores á cidade de Petropolis. Não havendo expediente, o presidente declarou que no periodo da gestão da directoria provisória tinham sido eleitos membros honorarios do Instituto os srs. Epitacio Pessôa, Affonso d’Escragnolle Taunay, Julio Delamare Koeler, Manoel Said Ali Ida, Tobias Monteiro e Antonio Fontes. A seguir, deu a palavra ao dr. Pedro Calmon, orador official do Instituto a fim de que este, na fórma do artº 36 pronunciasse a sua annunciada conferencia sobre a personalidade do Imperador […] Read More

2 – ATA DE FUNDAÇÃO, EM LIVRO PRÓPRIO DO INSTITUTO

Acta de fundação do Instituto Historico de Petropolis, por iniciativa da Commissão do Centenario e sob os auspícios do Instituto Historico e Geographico Brasileiro. 24/9/938 Aos vinte e quatro dias do mez de Setembro de 1938, reunida no salão nobre da Municipalidade, a Commissão do Centenario, examinando o Projecto de Estatutos formulado pela commissão designada, approvou-o, bem como elegeu doze socios novos, não pertencentes á Commissão do Centenario, e estabeleceu a lista de patronos do Instituto, determinando por fim que o decidido a respeito constasse de uma acta especial, em livro destinado ao Instituto. Estatutos do Instituto Historico de Petropolis Artigo 1º – O Instituto Historico de Petropolis, fundado nesta cidade em 24 de Setembro de 1938, por deliberação da Commissão do Centenario e sob os auspicios do Instituto Historico e Geographico Brasileiro, é uma associação civil, de finalidade patriotica e scientifica, domiciliada em Petropolis e regida pelos presentes estatutos e disposições applicaveis das leis brasileiras. Artigo 2º – Correspondendo ao objectivo com que é fundado, o Instituto Historico de Petropolis tem por finalidade principal: a) velar pelas tradições da cidade de Petropolis; b) reverenciar a memoria dos fundadores da cidade e de outros vultos que á mesma tenham prestado relevantes serviços, rendendo homenagens condignas a seu augusto Patrono, o imperador Dom Pedro II; c) realizar investigações historicas concernentes ao municipio; d) procurar obter dos Petropolitanos, e especialmente dos descendentes dos primitivos habitantes, a guarda e conservação de documentos relativos ás ephemerides petropolitanas, bem como aos costumes e tradições locaes; e) colligir e fazer publicar quantos documentos e estudos historicos possam interessar á biographia do Imperador D. Pedro II, como uma especial e permanente homenagem ao fundador e patrono da cidade; f) promover conferencias publicas sobre assumptos ligados á historia do municipio, incentivar a elaboração de monographias concernentes á mesma, e bem assim os estudos biographicos acerca dos fundadores da cidade, dos petropolitanos illustres e de outras personalidades estreitamente ligadas a Petropolis. g) divulgar pela imprensa, ou através de publicações especiaes, as monographias e estudos que tiverem sido objecto das suas sessões; h) estimular o estudo da Historia Patria, especialmente no tocante ás gloriosas tradições da antiga Provincia e actual Estado do Rio de Janeiro, estabelecendo premios para competições e concursos; i) promover o adeantamento de Petropolis, cooperando com os poderes publicos nas medidas que vizem o engrandecimento material e cultural do municipio; j) attender ás consultas e promover por […] Read More