Generic selectors
Extato
Buscar no Título
Buscar no Texto
Buscar em Posts
Buscar em Paginas







Joaquim Eloy Duarte dos Santos

“VOU À AVENIDA”

“VOU À AVENIDA” Joaquim Eloy Duarte dos Santos, Associado Titular, Cadeira n.º 14 – Patrono João Duarte da Silveira Maria de Fátima Moraes Argon, Associada Titular, Cadeira n.º 28 – Patrono Lourenço Luiz Lacombe   É comum até os dias de hoje os moradores de Petrópolis dizerem “Vou à Avenida”, quando na verdade o nome do logradouro é Rua do Imperador. É uma história curiosa. A rua do Imperador vem dos tempos da monarquia, quando os principais logradouros do Quarteirão Vila Imperial receberam os nomes de membros da Família Imperial. Exemplos: rua Princesa D. Francisca, rua Princesa D. Januária, rua do Imperador, rua da Imperatriz, rua Princesa Isabel, rua Princesa D. Leopoldina, praça Príncipe Grão Pará, rua Dom Afonso. Com a mudança do regime, no dia 15 de novembro de 1889, tornando o país uma república federativa, cerca de um mês depois a nova ordem política republicana exigiu da Câmara Municipal de Petrópolis a mudança dos nomes dos logradouros, numa clara intenção de apagar a memória da monarquia. Assim, a rua Princesa D. Francisca virou rua General Osório; a rua Princesa D. Januária, Marechal Deodoro; a rua do Imperador, avenida 15 de Novembro; a rua da Imperatriz, avenida Tiradentes; a rua Princesa Isabel, Treze de Maio; a praça Príncipe Grão Pará, praça da Liberdade; e a rua Dom Afonso, avenida Koeler. Cuidemos da rua do Imperador, anteriormente avenida 15 de Novembro. Seu primeiro nome foi trocado em 5 de dezembro de 1889, pouco menos de um mês depois da mudança do regime, com a chegada da República. Assim, passou a denominar-se Avenida 15 de Novembro. Por muitos anos, a rua do Imperador, rebatizada avenida 15 de Novembro, foi inteiramente adotada pela população, que a denominava simplesmente “avenida”. No entendimento dos nossos legisladores, com o apoio dos estudiosos de nossa história, resolveu-se restaurar os antigos nomes das ruas do Imperador e da Imperatriz, o que ocorreu nos anos de 1979 e 1983 respectivamente, desaparecendo de nossa nomenclatura urbana a avenida 15 de Novembro e a avenida Tiradentes. O povo, no entanto, jamais deixou de referir-se à rua do Imperador como “avenida”, o que perdurará por muitos e muitos anos à frente. Então, “- Vamos à Avenida?”; “- Minha loja é na Avenida ; “ – Moro na Avenida”. E pelo traçado urbanístico e relevância histórica, afinal, a rua do Imperador é mesmo uma larga avenida.

HISTÓRIA EM CHAMAS

HISTÓRIA EM CHAMAS Joaquim Eloy Duarte dos Santos, Associado Titular, Cadeira n.º 14 – Patrono João Duarte da Silveira Portentoso incêndio acaba de destruir tradicional prédio do Centro Histórico de Petrópolis. As chamas consumiram um supermercado localizado na Rua Paulo Barbosa com acesso de serviço na travessa Prudente Aguiar e fundos com a Praça Clementina de Jesus. Um pouco da história desse ponto comercial, para relembrar e reforçar o registro e, também enaltecer importante empresário que viveu com intensidade a vida comercial industrial, social, política e jornalística em nossa cidade: João Varanda. Ele veio de Bicas, Minas Gerais, com seu clã de empreendedores que se destacaram na vida do Município. Seu irmão José criou e manteve o saudoso Cine Esperanto; seu cunhado Cordolino José Ambrósio, foi prefeito, deputado estadual e ocupou a governadoria do Estado do Rio. Sobre João Varanda, disse, dentre muitas considerações, em artigo na Tribuna, edição de 19 de outubro de 1993: Foi ele um vulcão de criatividade, fissurado em trabalho, comandou muitas frentes de comércio e indústria em múltiplas atividades em Petrópolis. Nos anos 50/60 do século XX findo, sua empresa J. Varanda Comércio e Indústria comerciava automóveis, peças e acessórios, explorava postos de gasolina, materiais de construção, tintas, caça e pesca, combustíveis e derivados, alimentos, serviços gráficos, com editora, transporte de passageiros, concessionário da empresa Companhia Rodoviária de Transportes, direção do “Jornal do Povo”, respeitado matutino de forte opinião. O complexo comercial que hoje conhecemos por supermercado, existia com João Varanda, distribuído em empresas de diversos registros comerciais, portas abertas ao longo das ruas do Centro Histórico, adjacências e bairros. Algumas empresas do “Grupo Comercial e Industrial J. Varanda”: Filpan S.A., Auto Petropolitano, Auto Peças Petrópolis, Companhia Rodoviária de Transportes, Artes-Gráficas Impressora S.A., Produtos Alimentícios Jovar Ltda., e outras. Na sociedade, foi presidente do Lions Clube de Petrópolis, do Petropolitano F. C., integrou os quadros da ACIP (hoje ACIRP) e da CDL, colaborou com a Escola de Música Santa Cecília e outras entidades. Possuía doce espírito filantropo. Amava a política, foi candidato a prefeito, mas não logrou êxito nas urnas. Com sua visão e coragem teria sido um bom prefeito Ao falecer com ele partiu sua organização. Afinal carro sem motor não anda, João Varanda era o motor de seu fabuloso empreendimento.

MENSAGENS – 2009 11/08

(11/08/2009) Entramos no 2º semestre do ano de 2009. A programação a ser realizada no período continua em estudos com alguns associados inscritos para ocupar nossa tribuna nas segundas segundas-feiras dos próximos meses, a partir de setembro, conforme consta do calendário (agenda). O Instituto (presidente e vice Luiz Carlos Gomes) esteve em reunião com o Diretor do Museu Imperial, Prof.Mauricio Vicente Ferreira Filho, para ouvir da instituição os projetos que estão preparados para a “Casa de Cláudio de Souza”, com obras internas a serem iniciadas em setembro próximo. O IHP e as instituições culturais sediadas no próprio federal têm mantido a permanência com seus acervos e sedes naquele imóvel, sob remanejamento dos espaços haja vista estar o Museu Imperial restaurando o propósito da doação da Casa à União, qual seja, manter viva a memória do dramaturgo Cláudio de Souza. Assim, o 2º pavimento da Casa estará sendo ocupado com pertences, obras, documentos de Cláudio de Souza, em exposição permanente para visitação pública. No final do ano o IHP estará em clima de eleições para a Diretoria e Conselho Fiscal, quando ocorrerá total renovação no quadro diretor, devendo os interessados em participar do pleito manifestar seus objetivos e projetos. Até agora a Diretoria em exercício tem procurado manter o IHP atualizado, participante da vida municipal e exercendo suas finalidades estatutárias dentro das limitações que atingem as associações culturais. Está com o Estatuto reformulado com fulcro na Legislação que rege a matéria e em dia com todas as obrigações legais. O Instituto Histórico de Petrópolis vive um bom momento, sob respeito e elevada consideração do Município de Petrópolis e junto a várias instituições congêneres do País. Graças a Deus! Petrópolis, 5 de agosto de 2009 A DIRETORIA Joaquim Eloy Duarte dos Santos Presidente

MENSAGENS – 2009 07/05

(07/05/2009) CIRCULAR 01/09 AOS ASSOCIADOS Prezado Associado do IHP Estamos em 2009. O trabalho começou desde janeiro e agora emitimos o nosso 1° comunicado, com as decisões tomadas pela Assembléia Geral Ordinária realizada em 13 de abril de 2009. 1 – Relatório da Diretoria e as contas da Tesouraria do ano findo de 2008 foram aprovados com louvor, tudo em boa ordem e organização. 2 – A anuidade para o ano de 2009 foi mantida em R$100,00 (cem reais), que pode ser recolhida, como nos anos anteriores, no Banco Itaú, agência n° 341, conta corrente n° 51834-3. Pede-se o depósito o mais breve possível. 3 – Foram eleitos as seguintes Associadas Titulares: Cadeira n°18, patrono Gabriel Kopke Fróes, a Profª Maria das Graças Duvanel Rodrigues: Cadeira n° 21, patrono Gustavo Ernesto Bauer, a Profª Marisa Guadalupe Plum Gonçalves. 4 – Foram eleitos Associados Correspondentes: Aristóteles Luiz Menezes Vasconcellos Drummond, do Rio de Janeiro, RJ; Carlos Eduardo Klôh Filho de Juiz de Fora, MG. 5 – Todos tomarão posse na Sessão Ordinária a ser realizada a 08 de junho de 2009. 6 – A palestra do dia 11 de maio de 2009. Tema: “O Batalhão D. Pedro II”. 7 – O IHP presidiu, com o Presidente da Câmara Municipal, vereador Bernardo Rossi, a festividade de Títulos e Honrarias, em março último, no Palácio Quitandinha. Foi orador, em nome do IHP, o Associado Vice-Presidente, Dr. Luiz Carlos Gomes. 8 – O IHP estabeleceu parceria com a Fundação de Cultura e Turismo para efetivar dois cursos de História de Petrópolis. Aula inaugural, pelo nosso Presidente, foi ministrada na noite de 27 de abril, na Sala-Teatro Afonso Arinos, Centro de Cultura Raul de Leoni. Os dois cursos estender-se-ão de maio até novembro de 2009 e capacitarão professores do Ensino Médio e agentes receptores de turismo. 9 – O Boletim do IHP terá 4 edições no corrente ano, sob a responsabilidade do Associado Raul Lopes e colaboração da Fundação de Cultura e Turismo. 10 – O IHP associou-se à FASE (Faculdade Arthur de Sá Earp Netto) e à FMP (Faculdade de Medicina de Petrópolis) nas comemorações, em 16 de maio próximo, do centenário de nascimento do grande educador e empreendedor Dr. Arthur de Sá Earp Neto, que foi nosso associado e acadêmico da Academia Petropolitana de Letras. 11 – Encaminhamos ao Prefeito de Petrópolis, sob o protocolo n° 003850, nosso documento sobre o Arquivo e […] Read More

MENSAGENS – 2008 22/01

(22/01/2008) Janeiro de 2008 O Instituto reuniu-se em Assembléia Geral Ordinária para eleger Diretoria e Conselho Fiscal com mandato no biênio 2008-2009 No corrente ano o nosso Instituto completará 70 anos, feito que será ser comemorado com eventos, pesquisas e divulgação de trabalhos. Também o ano de 2008 assinala os 200 anos da vinda da Família Real Portuguesa para o Brasil, fato histórico modificador da História do Brasil e o primeiro e largo passo para a nossa conquista do foro de nação independente. São motivos para que o quadro de Associados Titulares e de outras categorias prestigiem e colaborem com os novos mandatários para engrandecimento da Instituição, que desde 1938 tem sido a expressão maior da pesquisa histórica do Município e colaborador efetivo em todos os feitos que buscam relembrar e dignificar nosso passado e nossa maravilhosa História. Igualmente, manter e ampliar ações junto aos combatentes de todos os níveis em favor da preservação de nossos bens naturais e culturais. Joaquim Eloy Duarte dos Santos Presidente

MENSAGENS – 2007 11/12

(11/12/2007) Dezembro de 2007 A Diretoria em exercício no biênio 2006-2007, estará findando o mandato em 31 de dezembro de 2007 e está integrada pelos Titulares : Prof. Joaquim Eloy Duarte dos Santos – Presidente; Dr. Reinhold Godofredo Haack – Vice Presidente; Srª Dora Maria Pereira Rêgo Correia – Secretária e Paulo Roberto Damico – Tesoureiro. No próximo dia 17 de dezembro de 2007, atendendo aos preceitos estatutários, o Instituto estará reunido em Assembléia Geral Ordinária para eleger Diretoria e Conselho Fiscal que servirão no biênio entrante de 2008-2009. O Edital de Convocação foi remetido a todo o quadro de Associados Titulares e publicado na “Tribuna de Petrópolis”, no dia 8 de dezembro. Cumpre, destarte, o nosso Instituto, os objetivos que motivaram sua criação no ano de 1938, lembrando que em 2008 a instituição completará 70 anos, feito que deverá ser comemorado com novas pesquisas e divulgação de trabalhos, além de um acontecimento que marque a passagem tão querida do expressivo aniversário. Igualmente, o ano de 2008 assinala o bicentenário da vinda da Família Real Portuguesa para o Brasil, fato histórico modificador da História do Brasil e o primeiro e largo passo para a nossa conquista do foro de nação independente. São motivos para que o quadro de Associados Titulares eleja uma Diretoria que possa bem administrar as comemorações de tão extraordinários eventos. Joaquim Eloy Duarte dos Santos Presidente

MENSAGENS – 2007 03/10

(03/10/2007) 01/10/2007 Chegamos ao último trimestre do ano de 2007. O balanço das atividades do Instituto nos 9 primeiros meses é alentador. Foram mantidas as reuniões de todas as segunda 2ªs feiras de cada mês, com trabalhos de nossos Associados e convidados, sempre com boa freqüência de associados e convidados. Nosso quadro foi enriquecido com 5 associados de excelentes currículos e dispostos ao trabalho em favor da entidade e da pesquisa de nossa História. O IHP vem mantendo a tradição de apoiar e colaborar diretamente com o Poder Público nas festividades mais caras de nossa História, com especial destaque no aniversário da Fundação, em março e, recentemente, nas comemorações dos 150 anos da elevação de Petrópolis à categoria de cidade, quando esteve presente em todas as solenidades e atos públicos, bem como sob estreita colaboração na montagem e curadoria da exposição comemorativa, instalada no Centro de Cultura Raul de Leoni e que percorrerá vários pontos do Município. Também participou da curadoria da Exposição da FASE (Faculdade Arhur de Sá Earp). Na festividade maior, no dia 29 de setembro de 2007, o IHP recebeu a Medalha comemorativa entregue a 150 personalidades e entidades relevantes na História do Município, tendo o nosso Presidente sido distinguido pelo Poder Público para saudar a todos os agraciados. Igualmente o nosso Instituto prestou significativo apoio e estreita colaboração para a edição da revista comemorativa do sesquicentenário da Cidade, editada com apuro e excelente diagramação e conteúdo pela “Tribuna de Petrópolis”. Por último, o IHP emprestou apoio ao movimento fluminense de cultura e reconhecimento, que elevou o Museu Imperial ao patamar de uma das sete maravilhas do Rio de Janeiro. Trabalho sério e consciente, dentro das naturais dificuldades dos dias de hoje, tem marcado a nossa atuação, bem recebida e reconhecida, graças a Deus. Joaquim Eloy Duarte dos Santos Presidente

MENSAGENS – 2007 22/05

(22/05/2007) 17/05/2007 é o ano do sesqüicentenário da elevação de Petrópolis à categoria de Cidade e do cinqüentenário da inauguração do Obelisco aos colonizadores germânicos. São dois acontecimentos históricos de relevância para o Município estando o IHP movimentando-se junto à Fundação de Cultura e Turismo para a montagem de expressivos festejos. Também, no ano de 2007, a recordação dos 200 anos do embarque da Familia Real Portuguesa para o Brasil, transformando o Brasil no centro político e administrativo do grande Império Português nos cinco continentes. As atividades do IHP, programadas para o ano corrente, têm na agenda a participação de Associados e Convidados, em reuniões realizadas todas as segundas segundas-feiras de cada mês. Já efetivaram participações, até o mês de maio, os seguintes Associados: Joaquim Eloy Duarte dos Santos (“O Sindicalismo em Petrópolis”) e Tullio Xavier de Britto Teixeira (“Carlos Lacerda”), estando inscritos para os próximos meses Júlio Ambrozio (“Terras da Casa Imperial e a Administração do Município”), Ivo de Albuquerque (“As Elites”), Kenneth Henry Lionel Light (“A Viagem da Familia Real para o Brasil”); e Euclides Quandt de Oliveira (“Comunicações no Brasil”). O IHP participou em todas as solenidades oficiais das comemorações do Aniversário de Petrópolis (março) e das homenagens ao nosso Associado e ex-presidente Dr. Paulo Machado da Costa e Silva, no ensejo de seus 90 anos de idade, com festividade na Câmara Municipal e Missa na Igreja do Sagrado Coração de Jesus. Joaquim Eloy Duarte dos Santos Presidente

MENSAGENS – 2006 14/11

(14/11/2006) 01/11/2006 Associados, simpatizantes, consulentes de nosso “site”, eis que nosso Instituto está com nova Diretoria. Por motivos de saúde e muitos encargos pessoais, renunciou a Diretoria eleita em maio de 2006, integrada pelos Associados Dr. Reinhold Godofredo Haack (Presidente) e Prof. Paulo Roberto Damico (Vice-Presidente). Reunida em caráter extraordinário a Assembléia Geral, na noite de 23 de outubro de 2006, elegeu nova Diretoria para completar o biênio 2006-2007, a terminar em 31 de dezembro de 2007. Foram eleitos: Prof. Joaquim Eloy Duarte dos Santos – Presidente; Dr. Reinhold Godofredo Haack – Vice Presidente. O presidente convidou para a composição da Diretoria os Associados Dora Maria Pereira Rêgo Correia e Paulo Roberto Damico para ocuparem, respectivamente, os cargos de Secretário e Tesoureiro. O Instituto Histórico de Petrópolis continua, pois, no seu mister de pesquisa, estudo e difusão de nossa História, principalmente de Petrópolis e Fluminense, como vem desde a fundação no ano de 1938. Joaquim Eloy Duarte dos Santos Presidente

MENSAGENS – 2006 07/02

(07/02/2006) O ano de 2006 conterá, em seu calendário nacional, dois acontecimentos monopolizadores de todas as atenções brasileiras e internacionais: A “Copa do Mundo” de Futebol, na Alemanha, e as Eleições Gerais em nosso sofrido País. No Instituto Histórico de Petrópolis estaremos realizando uma série de palestras e reuniões administrativas, iniciadas em 16 de janeiro com uma Assembléia Geral Extraordinária, seguida de encontros em todas as segundas segundas-feiras de cada mês. O Estatuto, na Assembléia Geral de 16 de janeiro, recebeu as modificações necessárias ao cumprimento do novo Código Civil Brasileiro. A dita Assembléia Geral continuará reunida até 17 de abril para a apreciação do Relatório e das Contas do Ano de 2005 e eleição de nova Diretoria para biênio 2006-2007, quando assumirá nova Diretoria. No decorrer de 2006 manter-se-á a parceria com a Câmara Municipal de Petrópolis na realização da festividade comemorativa da Fundação da Cidade, confirmar-se-á a presença, junto ao Poder Executivo Municipal, em todos os festejos alusivos à nossa História e será mantida a intransigente defesa de nossas tradições, história e busca de um desenvolvimento calcado nas potencialidades geradas pelo superior trabalho de nossos antepassados. Petrópolis, 5 de fevereiro de 2006 Joaquim Eloy Duarte dos Santos Presidente